Esqueça a pilha do relógio

Que “tudo é uma questão de tempo” todo mundo já ouviu e falou. Em seguida sentou acomodado em um sofá dando uma espiada no relógio e ficou repetindo isso esperando o momento certo para qualquer coisa aparecer ou sumir.
Talvez não tenham formulado a frase muito bem, ou com o passar dos anos ela foi resumida. Porque “tudo é uma questão de quanto tempo levaremos para agir”. E não me venha com aquela desculpa que nada deu certo nessa vida, vai ver o que faltou foi mais tempo no seu planejamento, ou mais dedicação naquela missão.  
De acordo com pesquisa nenhuma, sem dados estatísticos para comprovar nada, você precisa parar de desperdiçar seu tempo com coisas chatas que resultam em cabelos brancos, vontade nenhuma de permanecer mais de cinco minutos no mesmo lugar ou te impeça de encontrar os amigos e rir de qualquer assunto aleatório. Invista em passar mais tempo fazendo aquilo que te deixa feliz, da sua maneira, sem buscar aquele padrão de felicidade que até agora nenhum instituto renomado de pesquisa conseguiu definir ou colocar em um frasco para vender.
Felicidade para você pode ser resumido em 12 horas deitado fazendo nada, mas não te julgaria se for do tipo que não consegue passar 12 minutos parado. O importante é decidir como irá utilizar o tempo, e não deixar que ele domine suas vontades.  Ser cobaia pode ser no mínimo interessante, então a experiência de passar um dia inteiro sem relógios e alarmes irá mostrar quão produtivo este dia pode ser (caso faça isso me conte como foi).
Sinto muito se esse texto não contém nenhuma lista com 5 passos incríveis para otimizar as horas  do seu dia, mas é que ele faz parte das coisas que servem apenas para passar o tempo.